Vale pode estar envolvida em nova tragédia ambiental


Navio Stellar Banner encalhado a 100 quilômetros da costa de São Luís (MA) (Marinha do Brasil / divulgação)

O navio MV Stellar Banner, contratada para a Vale para levar minério de ferro para a China, adernou na noite de segunda-feira (24), a 100 quilômetros da costa de São Luís (MA). A embarcação, que partiu do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, pode ser o terceiro acidente ambiental envolvendo a Vale nos últimos cinco anos. Imagens aéreas da Marinha do Brasil dessa quinta-feira, 27, mostram manchas escuras ao redor do convés, o que pode indicar vazamento de óleo. A Vale destacou em nota que tem empenhado todos os esforços e recursos para mitigar os possíveis impactos causados pelo incidente. A mineradora e a Polaris Shipping, operadora do navio, ainda não detalharam o volume da carga que está na embarcação e quais os riscos ao meio ambiente a partir do incidente.


A mineradora informou também que obteve junto à Petrobras navios chamados de Oil Spill Recovery Vessel (OSRV, na sigla em inglês) para conter um eventual derramamento de óleo da embarcação com minério de ferro. As autoridades brasileiras informaram que há dois pontos de rupturas no casco, mas não especificaram qual está indo para água. Além do apoio da Petrobras, a Vale disse que contratou especialistas em salvatagem para acelerar o plano de retirada do combustível da embarcação. A mineradora comunicou sobre a solicitação de boias oceânicas off-shore, que podem servir preventivamente como barreiras de contenção adequadas para mar aberto, para o caso de o óleo vazar durante a operação.


A Polaris, empresa sul-coreana, explicou que ainda avalia a extensão dos danos causados pelo contato da embarcação com algo ainda não identificado no fundo do mar, o que causou a avaria. "Como resultado do incidente, alguns tanques de água e espaços vazios sofreram danos, embora a extensão dos danos ainda deva ser estabelecida. Acredita-se que os porões de carga estejam intactos e a situação está sob controle", disse a Polaris em nota.


A Vale também informou que a tripulação de 20 pessoas foi retirada em segurança, e que o capitão da embarcação a encalhou propositalmente em um banco de areia para evitar um naufrágio completo. Dados do terminal Eikon, da Refinitiv, mostram que o navio deveria aportar no porto de Qingdao, na China, no início de abril, para onde deveria levar uma carga de 275 mil toneladas de minério de ferro.

Fonte: Reuters / https://domtotal.com/

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN