Sociedade civil do campo apresentará proposta ao Consórcio Nordeste


Propostas ao Consórcio Nordeste partem de experiências da agricultura familiar (Foto: Vladia Lima)

Salvador, capital da Bahia, acolhe um momento importante para o fortalecimento da agricultura familiar no Semiárido nordestino, hoje, 17 de outubro. Os movimentos e organizações do campo se reúnem para definir as pautas prioritárias para a região e encaminhá-las ao Consórcio Nordeste, formado pelos governadores dos nove estados, como pleito unificado da sociedade civil organizada.


A Reunião Regional de Alinhamento e Proposição de Ações de Desenvolvimento Rural junto ao Consórcio Nordeste foi convocada pelo senador Jaques Wagner (PT/BA) e pelo Secretário Executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Eduardo Gabas, após uma provocação da Articulação do Campo. Este fórum do Campo reúne várias redes e movimentos que atuam com a agricultura familiar. Entre elas, estão a Articulação Baiana de Agroecologia, a ASA Bahia, o Fórum Baiano de Agricultura Familiar, a Rede de Escolas Família Agrícola e os movimentos dos Pequenos Agricultores e dos Atingidos por Barragens.


Segundo Naidison Baptista, da coordenação executiva da ASA Brasil pelo estado da Bahia, as propostas serão bem concretas, com estratégias e, possivelmente, metas e recursos necessários para implementá-las. "O debate vai girar ao redor de temas bem práticos e que tenham mais apelo para a população e para os próprios governadores", afirma. Por sua vez, Ivan Leite, assessor técnico especial da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural da Bahia, avalia que o tema desenvolvimento rural integra, com prioridade, a agenda do Consórcio Nordeste. "Para isso, é necessário uma boa formulação de propostas e, o mais importante, de estratégias de atuação do Consórcio para atuar nelas", comenta.


Os eixos temáticos em pauta são água, que terá como referência a política pública construída com participação da ASA a partir das tecnologias sociais de captação e armazenamento da chuva; compras governamentais dos produtos da agricultura familiar, baseados nos programas já existentes como o de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE); e agroecologia, como modelo de produção de alimentos livres de agrotóxicos e que promove a conservação da biodiversidade e valoriza os campesinos/as e seus saberes.

Fonte: www.asabrasil.org.br

4 visualizações
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN