top of page

Seapac celebra 30 anos de história na 1ª Feira Potiguar da Agricultura Familiar e Economia Solidária

A celebração acontece hoje, 01/12 às 17 horas e contará com a presença de algumas das nossas famílias acompanhadas no Semiárido potiguar

Stand do Seapac na 1ª Feira da Agricultura Familiar e Economia Solidária. Foto: Núcleo de Comunicação - Seapac

Hecléia Machado | Assessoria de Comunicação do Seapac

Natal | Rio Grande do Norte


A 1ª Feira Potiguar da Agricultura Familiar e Economia Solidária está sendo um marco importante para a valorização da agricultura familiar no Rio Grande do Norte, logo, não teria lugar melhor para celebrar os 30 anos do Seapac do que nesse espaço. A comemoração acontece hoje, 01/12 às 17 horas, no stand do Seapac que está localizado dentro da #FEPAFES no pavilhão institucional, e contará com a participação de algumas das famílias que nos acompanharam nessa trajetória de ações que construímos ao longo dessas três décadas.


Além de relembrar nossa história, o evento oferece às famílias convidadas a oportunidade de ampliar seus horizontes, conhecendo mais profundamente outras realidades da agricultura familiar do estado. Também é uma ocasião para que essas famílias, representadas majoritariamente por mulheres, assumam o protagonismo de suas próprias histórias, compartilhando suas experiências agroecológicas e expondo as próprias produções, mostrando que é possível semear no Semiárido respeitando a natureza e o alimento (produzindo sem veneno).


A celebração acontece no terceiro dia da feira, mas nos dias anteriores, a equipe do Seapac esteve presente, dedicando-se integralmente à apresentação do trabalho desenvolvido e à disseminação dos princípios agroecológicos entre os visitantes do stand. No segundo dia de evento, o Setor de Comunicação (SECOM-SEAPAC) teve a oportunidade de partilhar com outros comunicadores, estratégias de comunicação em rede para fortalecer a disseminação de informações sobre a agroecologia e fortalecimento da agricultura familiar.


Em uma oficina que reuniu diversos comunicadores e comunicadoras que estão na cobertura do evento, Caio Barbosa, coordenador de comunicação do Seapac, ministrou uma palestra sobre comunicação popular camponesa, pensando nos caminhos para divulgar de maneira eficaz e acessível a causa campesina no Rio Grande do Norte. Momentos como esse são vitais para fortalecer ainda mais o setor e ampliar a rede de distribuição da informação popular e pública.


Comunicadores presentes na feira durante a oficina de estratégias de comunicação em rede para fortalecer a disseminação de informações sobre a agroecologia e fortalecimento da agricultura familiar. Foto: Letícia Fialho - Ascom Sedraf/RN

Para além desses momentos de troca e aprendizado, a feira também promove a cultura. O Festival do MST: por Terra, Arte e Pão!, que começou ontem no final da tarde, vem agitando a noite com apresentações de artistas como Academia da Berlinda, Cátia de França e Nação Zumbi, além de Odair José e Santanna, O Cantador. É um momento não só de celebração da agricultura familiar e da economia solidária, mas também de integração, diversidade e cultura popular.


11 visualizações0 comentário
bottom of page