ReSA debate sobre guardiões de sementes crioulas e sua identidade


Participantes do evento (Foto ilustração aspta.org.br)

Refletir sobre a Rede de Guardiãs e Guardiões de Sementes Crioulas e sua identidade foi um dos fios condutores do primeiro encontro de 2020 da Rede Sementes da Agroecologia (ReSA), realizado nos dias 27 e 28 de fevereiro, na Escola Latino Americana de Agroecologia (ELAA). Fruto da luta por uma educação pública e popular, a Escola foi construída há mais de 12 anos dentro do Assentamento Contestado, município da Lapa, região centro sul do Paraná.


Mesmo diante de uma desafiadora conjuntura – tanto a âmbito nacional quanto estadual – 16 organizações e coletivos de diferentes regiões do estado se reuniram, desenhando ações e planejamento para o ano de 2020. Junto aos momentos de reflexão e proposição de atividades, celebrou a resistência das famílias agricultoras, dos povos e comunidades tradicionais, que mantém vivas as sementes crioulas e sua cultura alimentar.


Na pauta do cenário nacional, esteve o adiamento da votação pelo Supremo Tribunal Federal da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5553. A ação contesta a isenção fiscal concedida pelo Governo ao setor de agrotóxicos (com redução do ICMS e isenção total de IPI, leia mais aqui) e a consulta pública sobre a construção da Política Nacional de Recursos Genéticos para a Alimentação e Agricultura (PNRGAA).


Foto ilustração (aspta.org.br)

Olhando para o estado, o evento focou no diálogo sobre acesso aos bancos de sementes, coordenados pelo Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa-PR); e a fusão de órgãos de pesquisa e extensão rural do Paraná, sendo colocado em prática desde 2019 e já em vigor, onde o Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA), a Companhia de Desenvolvimento Agropecuária do Paraná (Codapar), IAPAR e Emater se tornaram o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná.


Momento político mais importante para a ReSA, as festas e feiras de sementes crioulas significam uma oportunidade de diálogo e troca de experiências com a sociedade, tanto com quem vive no campo quanto nos centros urbanos. Articuladas por diversas organizações da sociedade civil, reúnem centenas de famílias agricultoras de toda região sul, especialmente do estado do Paraná. Ao longo de 2020 estão previstas mais de 25 festas e feiras municipais e a realização da 18ª Feira Regional de Sementes Crioulas e da Agrobiodiversidade no município de Fernandes Pinheiro (PR), que já está com data marcada – entre os dias 14 e 15 de agosto.

Fonte: http://aspta.org.br/

1 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN