Projeto Semeando Esperança no Alto Oeste beneficia 220 famílias


Card da primeira etapa do Projeto

O Núcleo do Seapac na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte, com sede em Pau dos Ferros-RN, começa a executar o projeto Semeando Esperança no Alto Oeste Potiguar, em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e o Comitê Gestor da Bovinocultura. O projeto beneficiará 220 famílias de 16 municípios da região. O objetivo é aumentar de renda dessas famílias. Das 220, 188 serão beneficiadas com o cultivo da Palma Forrageira, consorciada com moringa e leucena. O projeto terá duração de dois anos.


As outras 32 famílias serão trabalhadas na perspectivas de construir unidades demonstrativas, sendo duas por cada município. O projeto será executado nos municípios de Água Nova, Alexandria, Antônio Martins, Doutor Severiano, Encanto, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, João Dias, José da Penha, Marcelino Vieira, Pau dos Ferros, Pilões, Rafael Fernandes, São Francisco do Oeste, São Miguel e Tenente Ananias.


O agrônomo Fabrício Edino, do Núcleo do Seapac em Pau dos Ferros, explica que “essas unidades serão embasadas a partir de implantação de um sistema de reuso de águas cinzas. São as águas usadas no banho, pias de mão e de prato e lavagem de roupas, que passam por uma caixa de gordura, é canalizada para um tanque digestor e em seguida vai para uma caixa d’água de mil litros, para irrigação de uma área com palma adensada, consorciada com moringa e leucena”. Ele acrescenta que é um sistema de produção de forragem de alta qualidade para alimentação de animais. “Assim, podemos demonstrar pra toda região, nessas unidades demonstrativas, por meio de dias de partilha, que é possível produzir forragem de alta qualidade utilizando pouquíssima água, principalmente reutilizando água servida”, acrescenta Fabrício.


O Projeto será realizado em três fases, e a primeira será o Encontro Territorial da Bovinocultura, no próximo dia 27 de junho, das 8h30 às 11 horas, no auditório da Paróquia de Pau dos Ferros. O objetivo do encontro é socializar e apresentar a proposta do projeto para a comunidade, para os beneficiários, para os parceiros e para as autoridades. A segunda, será a realização dos encontros municipais, com o objetivo de apresentar a proposta do projeto para as comunidades, para as famílias, para as autoridades locais e para a comissão municipal envolvida no comitê da bovinocultura no território.


Os encontros municipais serão realizados de forma estratégica, apresentando o Projeto. “E, também, para a validação do conjunto de família levantadas pelo Banco do Nordeste, desde o ano de 2016. Também é preciso fazer o recadastramento destas famílias, pra saber se elas ainda estão no campo e produzindo, e se ainda querem participar do projeto”, explica o Agrônomo do Seapac. Outra tarefa é fazer um diagnóstico dessas famílias, a fim de conhecer a realidade de cada uma delas. “Assim, ao final dos dois anos do projeto, poderemos medir o ganho dessas famílias em termos de produtividade, aumento do rebanho e suporte forrageiro e qual foi a contribuição do projeto”, acrescentou Fabrício. O projeto também prevê a distribuição de 47 mil raquetes de palma forrageira Orelha de Elefante e sementes de leucina e de moringa.


A terceira etapa será o acompanhamento técnico, a realização de um novo diagnóstico e de um seminário para apresentar aos parceiros e às comunidades os resultados e a contribuição que o projeto trouxe para as famílias.

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN