top of page

Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) leva esperança às famílias do Semiárido Potiguar

O lançamento aconteceu na última sexta-feira, 15, na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Caicó, e irá implementar 200 cisternas no município. 


Foto: Núcleo de Comunicação - Seapac

Hecléia Machado | Assessoria de Comunicação do Seapac

Natal | Rio Grande do Norte


Idealizado pela Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA) e apoiado pelo Seapac, o programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) surgiu com o propósito vital de assegurar o acesso à água a todas as famílias que habitam o Semiárido potiguar. Embora o acesso à água limpa e potável seja um direito humano básico, lamentavelmente, ele ainda não é universalizado a todas as famílias campesinas no Semiárido potiguar


O lançamento oficial da etapa do programa que será executado pelo Seapac aconteceu na última sexta-feira (15),  na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Caicó. Mais de 130 pessoas participaram do evento, incluindo famílias rurais, representantes de entidades como Emater, Sindicatos, Prefeitura, Cáritas, agentes de saúde, membros da UFRN e colaboradores do Seapac. A presença coletiva demonstrou a importância e o comprometimento de diferentes setores em relação a essa iniciativa crucial e necessária.


Damião José, técnico agrícola do Seapac que estava presente no momento, compartilhou que na ocasião: "se fez um resgate da importância do programa para as famílias rurais, onde também foi apresentado a importância de cuidar da cisterna para garantir água de qualidade para beber e cozinhar."


Compartilhar com tantas pessoas de grupos diferentes esse momento inicial foi de extrema importância para apresentar o conceito e a proposta do programa às famílias presentes, permitindo que elas se tornem agentes ativos nesse processo. Foram elucidados os critérios de seleção das famílias e foi constituída uma comissão municipal para auxiliar o Seapac no cadastramento, seleção e escolha dos beneficiados.


Foto: Núcleo de Comunicação - Seapac

O saldo da manhã de diálogos e compartilhamento de informações resultou na criação de uma agenda de visitas às comunidades para o cadastramento das famílias que serão contempladas com as cisternas de 16.000 litros. Caicó receberá a instalação de 200 novas tecnologias, beneficiando aproximadamente 800 potiguares.


É crucial destacar a importância da retomada do programa nacional de cisternas, que ficou parado por mais de 5 anos. As novas ações e fomento para a construção de mais cisternas no Semiárido brasileiro é um direito tão essencial quanto o acesso à água. As cisternas não apenas fornecem água potável, mas também promovem mais saúde, qualidade de vida e esperança para as famílias campesinas que vivem no Semiárido potiguar.


15 visualizações0 comentário
bottom of page