top of page

Mensagem do Seapac para o novo Arcebispo de Natal: Dom João Santos Cardoso

O Diác. Francisco Teixeira, coordenador estadual do Seapac, escreve a mensagem de boas-vindas da instituição ao novo Arcebispo de Natal.


"Bendito é aquele que vem em nome do Senhor!“

”Que o céu inteiro se alegre! Glória a Deus nos mais altos céus" (LC 19,38-40)


Excelentíssimo e Reverendíssimo Dom João Santos Cardoso,


O SEAPAC — Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitário - que é um Serviço da Província Eclesiástica de Natal à Caridade da lgreja, une-se à Comunidade cristã católica, que congrega a querida Arquidiocese de Natal, para louvar e glorificar a Deus pela eleição do novel Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom João Santos Cardoso, nomeado pelo Papa Francisco, cuja publicação se deu neste dia, 5 de julho, quarta-feira, festa litúrgica de Santo Antônio Maria Zaccaria, presbítero, (1502-1539). A lgreja de Cristo que está em Natal nasceu sob o testemunho de sangue dos protomártires do Brasil, que irrigou o chão potiguar onde o Povo de Deus estabeleceu a sua Tenda, cuja imagem visível e fecunda resplandece na Arquidiocese de Natal.


Somos, pois, uma lgreja mui fecunda na consecução da Missão confiada por Cristo à grei natalense. A história da Arquidiocese de Natal nos confia um legado imensurável, que é parte integrante do Depósito da Fé. Este pertence ao Povo de Deus. Daquele, como Povo da Nova Aliança, somos guardiães e reveladores do seu precioso conteúdo às gerações do tempo presente e do porvir. Assim, cremos e atestamos que “a alegre e contínua presença de Cristo nunca deixou de se manifestar viva e eficaz na Santa lgreja“, da qual somos discípulos e missionários.


Quantos santos e santas já não foram gerados do seio desta lgreja! Quantas experiências e trabalhos pastorais irromperam da fé ardente e comprometida dos fiéis batizados que foram lavados nas águas do santo Batismo, que correm e irrigam as artérias de tão frondosa ”árvore da Vida“, que é a Arquidiocese de Natal! São inúmeros os serviços, movimentos e pastorais daí brotados, na sua maioria, como gesto concreto e solidário com o sofrimento dos mais pobres e vulneráveis da sociedade.


Somos, pois, uma Igreja cuja Missão se manifesta no Serviço da Caridade, que tem no protagonismo dos leigos e leigas a pedra fundamental da qual nasceu, cresceu e prosperou a Campanha da Fraternidade; o Movimento de Natal; Semana Bíblica, (a primeira Semana Bíblica de caráter popular ocorreu na Diocese de Natal, em 1 947); As Comunidades Eclesiais de Base; Alfabetização de Jovens e Adultos através do Rádio, semente do Movimento de Educação de Base; Reunião mensal do Clero; Encontro periódico dos Bispos da Província de Natal, entre outras iniciativas assumidas e levadas adiante por abnegados fieis batizados: laicos e clérigos. Muitas dessas experiências se estenderam por toda a Igreja, no Brasil.


Esta é a Igreja de Cristo que está fincada no chão do semiárido potiguar. Já na sua origem fez-se servidora de Cristo que se nos revela no rosto dos famintos, dos doentes, dos presos, dos migrantes, dos refugiados, dos sem-terra, dos sem-teto, dos sem trabalho, dos abandonados e excluídos, dos analfabetos, dos alijados em seus direitos sociais básicos, dos sedentos de água e de justiça.


Dentre as iniciativas mais recentes, destacam-se: a) a organização das lideranças locais de cada município do Estado, sob a liderança do Mons. Expedito Sobral de Medeiros, para a criação e implementação do programa de adutoras executado pelo governo do Estado, em aliança com os municípios e o Governo Federal; b) a mobilização da sociedade civil organizada para a elaboração dos planos regionais de desenvolvimento sustentável do Rio G. do Norte; e. c) a assistência técnica e apoio às famílias e comunidades atingidas pela construção da Barragem Oiticica, na região do Seridó.


Hoje, essa mesma Igreja rejubila-se e expressa sua alegria pelo anúncio da nomeação do seu sétimo arcebispo metropolitano, cujo lema pastoral é "Naquele que me fortalece”, na convicção de que seremos todos conduzidos às novas pastagens trilhando os caminhos apontados pelo querido Papa Francisco: o da escuta, da ternura, da abertura às diferenças, do diálogo, da missionaridade, da sinodalidade, de uma Igreja pobre para os pobres.


O Povo Santo de Deus, que habita o chão potiguar, acolhe seu novo Pastor com o coração em festa, no tempo do Papa Francisco que nos pede para sermos uma "Igreja em saída“ que deseja ver renascer na Igreja nova experiência de fé cristã missionária, fundamentada no Evangelho, de modo que a mensagem da salvação chegue realmente a todos, sem exclusão.


Uma Igreja aberta, de modo que “hoje todos somos chamados a esta nova saída missionária" (EG 20), sem medo de enfrentar os cenários e os desafios próprios da missão evangelizadora da Igreja. A centralidade da missão é um ponto decisivo, tanto para a própria constituição da Igreja quanto para a reflexão eclesiológica, na perspectiva da eclesiologia da libertação.


Sê bem-vindo, Dom João! O SEAPAC roga a Deus, pela intercessão da gloriosa Padroeira da Arquidiocese de Natal, Nossa Senhora da Apresentação e dos Protomártires do Brasil, que o cumule de muitas graças, bênçãos, muita saúde e paz, e que o seu pastoreio seja fecundo e vibrante, propulsor de muita Esperança e confirmação da Fé e da Caridade da Igreja natalense. "Bendito é aquele que vem em nome do Senhor! ” Que o céu inteiro se alegre! Glória a Deus nos mais altos céus! (LC 19, 38-40).


Natal(RN), 05 de julho de 2023


Diác. Francisco das Chagas Teixeira de Araújo

Coordenador Estadual do Seapac





44 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page