Humildade e cuidado com a casa comum


A Casa Comum (Foto: www.vaticannews.va)

Em comunhão com o Papa Francisco celebramos, neste 1º de setembro, o Dia Mundial de Oração e Cuidado com a Criação. Com o tema central da humildade e da generosidade, neste primeiro dia de setembro e também o 22º domingo do tempo comum, iniciando o Mês da Bíblia, em comunhão com toda a Igreja no Brasil somos convidados a estudar e aprofundar de forma especial a Palavra de Deus e o que Deus nos ilumina na oração e no cuidado para com o planeta terra, a nossa “casa comum”.


Em comunhão com o Papa Francisco celebramos, também, neste 1º de setembro, o Dia Mundial de Oração e Cuidado com a Criação. Relembro três trechos da Laudato Si: no primeiro (n.8-9) o Papa recorda que “o Patriarca Bartolomeu tem se referido particularmente à necessidade de cada um se arrepender do próprio modo de maltratar o planeta, porque «todos, na medida em que causamos pequenos danos ecológicos», somos chamados a reconhecer «a nossa contribuição – pequena ou grande – para a desfiguração e destruição do ambiente». No segundo – n. 236 – o Pontífice sublinha como na Eucaristia “a criação encontra a sua maior elevação”. No terceiro (n. 241-242), o Papa refere-se a Maria e José, colocando em evidência, em particular, como a Virgem “Assim como chorou com o coração trespassado a morte de Jesus, assim também agora Se compadece do sofrimento dos pobres crucificados e das criaturas deste mundo exterminadas pelo poder humano”.


Nas intenções de intercessão, se reza para que os cristãos busquem em primeiro lugar o Reino de Deus, cresçam no espírito, produzam frutos abundantes, trabalhem pelo bem da Igreja e não falte nunca às novas gerações a partilha dos bens da criação.


Na liturgia dominical contemplamos que a humildade atrai sobre si o amor de Deus e o apreço dos outros, ao passo que a soberba os repele. Por isso, a primeira leitura (Cf. Eclo 3,19-21. 30-31) aconselha-nos: “Filho, realiza teus trabalhos com mansidão e serás amado mais do que um homem generoso. Na medida em que fores grande, deverás praticar a humildade, e assim encontrarás graça diante do Senhor” (Cf. Eclo 3,19-20). O homem humilde compreende melhor a vontade divina e sabe o que Deus lhe vai pedindo em cada circunstância. O humilde respeita os outros, as suas opiniões e as suas coisas; possui uma especial fortaleza, pois apoia-se constantemente na bondade e onipotência de Deus: “Quando sou fraco, então sou forte”, proclama São Paulo.

Ler matéria completa: https://www.vaticannews.va/pt/igreja/news/2019-08/humildade-e-cuidado-com-a-casa-comum.html

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN