Grupo luta pela preservação da vida e soberania dos povos


Demarcando territórios livres de transgênicos e agrotóxicos, casas da semente são um caminho para preservação da cultura e agrobiodiversidade(www.aspta.org.br)

O trabalho coletivo e solidário é o fio que tece as ações em rede do Grupo Coletivo Triunfo, desde fevereiro de 2010, quando foi criado. A inauguração da Casa da Semente e da Agrobiodiversidade, no município de Fernandes Pinheiro, centro-sul do Paraná, é a materialização desse trabalho e de um antigo sonho, compartilhado por muitas pessoas. Ali, na casa da família Santos, mais de 150 pessoas, vindas de 19 municípios do Paraná e Santa Catarina, se reuniram no dia 1 de dezembro para celebrar a vida.


A família Santos, com Dona Terezinha, Seu Silvestre, a jovem Jaqueline e os outros cinco filhos, acolheram a construção da Casa da Semente, concretizando um sonho coletivo de muitos anos. “A gente entendeu, dentro do Coletivo Triunfo, que ter uma casa comunitária seria importante para organizar nosso trabalho, ajudar na seleção e beneficiamento das sementes e aumentar a nossa capacidade de distribuição para as outras pessoas do grupo que às vezes não conseguem nem plantar, porque tem gente da cidade também”, conta o guardião.


O Grupo Coletivo Triunfo atua na organização comunitária voltada à ação, fortalecimento e promoção da agroecologia a partir da formação e troca de experiências entre áreas de agricultura familiar camponesa. Nestes espaços, busca fomentar o debate sobre a preservação da agrobiodiversidade, o uso de agrotóxicos e a defesa das sementes crioulas contra a contaminação por transgênicos.

Matéria completa: http://aspta.org.br/2018/12/guardando-a-vida-e-a-soberania-dos-povos/

11 visualizações
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN