Geração de energia a partir do carvão provoca impacto global


10% das usinas de carvão com os níveis mais altos de poluição são responsáveis por mais da metade dos danos à saúde. (stevepb/ Pixabay)

As usinas a carvão produzem mais do que apenas o dióxido de carbono que contribui para o aquecimento global. Ao queimar carvão, eles também liberam partículas, dióxido de enxofre, óxido de nitrogênio e mercúrio – prejudicando a saúde de muitas pessoas ao redor do mundo de várias maneiras. Para estimar onde a ação é mais urgente, o grupo de pesquisa liderado por Stefanie Hellweg, do Instituto de Engenharia Ambiental da ETH Zurich, modelou e calculou os efeitos colaterais indesejáveis da energia do carvão para cada uma das 7.861 unidades de energia no mundo.


Os resultados, que foram publicados recentemente na revista Nature Sustainability, mostram que a China e os EUA são os dois maiores produtores de energia a carvão, mas as usinas de energia na Índia têm o maior custo do mundo quando se trata de saúde. A Europa Central, a América do Norte e a China possuem usinas modernas, mas a Europa Oriental, a Rússia e a Índia ainda têm muitas usinas antigas equipadas com tratamento insuficiente de gases de combustão. Como resultado, essas usinas só removem uma fração dos poluentes – enquanto frequentemente queimam carvão de qualidade inferior. “Mais da metade dos efeitos na saúde podem ser rastreados até apenas um décimo das usinas. Essas usinas devem ser atualizadas ou desligadas o mais rápido possível ”, diz Christopher Oberschelp, principal autor do estudo.

Fonte: www.domtotal.com

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN