Fundação Avina considera estratégica parceria com a ASA


O grupo, em visita à propriedade do agricultor Tone Cristiano, em Bom Jardim (Foto: Elka Macedo)

Como as ações da Articulação Semiárido Brasileiro em parceria com a Fundação Avina e outras organizações contribui para a transformação de vida das populações rurais do Semiárido? A questão foi mote da conversa entre membros da Avina e da ASA nesta segunda-feira (18). A comitiva da Fundação veio ao Brasil conhecer as ações executadas com aporte da instituição e de Gabriel Baracatt, diretor executivo (Bolívia), Guillermo Scalan, Diretor Programático (Chile), Valéria Scorza, gestora regional de inovação política (México), além de três integrantes da Avina no Brasil, Telma Rocha, Fernanda Ferreira e Aparecida Gaspar. A parceria que já existe há cerca de sete anos, tem garantido atividades que promovem a sustentabilidade, o direito humano à água e a convivência com o Semiárido e minimizam os efeitos das mudanças climáticas.


O dia começou com reunião, em Recife, na sede da Associação Programa Um Milhão de Cisternas (AP1MC), entidade jurídica que faz a gestão física e financeira dos programas da ASA. Na ocasião, Alexandre Pires, Valquíria Lima e Marcos Jacinto, membros da coordenação executiva da ASA, fizeram um breve relato sobre a criação da ASA e dos programas que são base da organização: Um Milhão de Cisternas (P1MC), Uma Terra e Duas Águas (P1+2), Cisternas nas Escolas e Sementes do Semiárido. Falou-se sobre o contexto em que cada Programa foi criado, seus objetivos, desafios e estratégia de comunicação popular e da influência da ASA para a mudança do paradigma do combate à seca para a convivência com o Semiárido.


A coordenadora da ASA pelo estado de Minas Gerais, Valquíria Lima, mostrou a importância da parceria com a Avina. “A aliança que a gente fez com a Avina significa um fortalecimento político muito grande, seja de levar esta experiência [da ASA], seja de aprender com outras experiências da América Latina”. O coordenador da ASA pelo estado de Pernambuco, Alexandre Pires, complementou: “Ter alianças como a da Avina, como a da FAO e com outras organizações e redes nos ajuda a reafirmar o valor do que construímos. Pelo sentido da nossa existência, ter parcerias como esta é importante”.

Fonte: www.asabrasil.org.br

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN