Famílias das barragens Oiticica e Armando Ribeiro partilham histórias de lutas


Augusto Diniz, ao microfone, é um dos lutadores pelos direitos das famílias de Barra de Sant'Ana (Foto: José Bezerra)

Na manhã de hoje, 19, acontece intercâmbio entre 50 famílias atingidas pela obra do complexo Barragem Oiticica, de Barra de Sant’Ana, em Jucurutu-RN, e as da área da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, construída no município de Itajá-RN. O evento acontece em São Rafael e também conta com a presença de parceiros da caminhada de resistência e luta por direitos socioambientais daquelas famílias, entre os quais o Seapac, Fundação Luterana de Diaconia, Sindicato dos Trabalhadores/as rurais e da agricultura familiar, câmara municipal, Secretário de assistência Social, agricultores/as, poetas, professores e alunos que escreveram livros e trabalhos de concluso de mestrado sobre a história não contada da Barragem Armando Ribeiro.


Um dos objetivos é “trocar e conhecer as experiências de lutas, trajetórias, resistências, conquistas e desafios dos atingidos pela construção das duas represas potiguares”. As famílias e entidades parceiras na luta pelos direitos delas também querem compreender o que tem de comum e diferente entre esses dois momentos históricos e as duas grandes obras hídricas.


Desse intercâmbio, pretendem tirar lições aprendidas nos dois momentos com o objetivo de servirem de referenciais para a formulação de políticas públicas de infraestrutura hídrica no Rio Grande do Norte. Esses empreendimentos devem respeitar os direitos socioambientais e culturais das populações atingidas. A programação começou por volta das 8h30 e terminará às 13 horas, com um almoço, em Jucurutu-RN.

Outros momentos da luta das famílias:



16 visualizações0 comentário