Família desenvolve substrato orgânico para produção de mudas



Frutas e verduras orgânicas produzidas dentro dos princípios da agroecologia (Foto cedida)

A assessoria agroecológica às famílias realizada pelos agrônomos do Seapac, através dos núcleos do interior, tem gerado resultados surpreendentes. No Núcleo da região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte, o agrônomo Fabrício Edino conseguiu fazer várias famílias deixarem o método de produção tradicional, com o uso de agrotóxicos, para assumirem a produção de alimentos de base agroecológica. Um dos frutos desse trabalho é a certificação de produtores orgânicos concedida a várias famílias da região. Atualmente, elas vendem os produtos na Feira Agroecológica de São Miguel-RN, às quartas-feiras e sábados. Esses avanços acontecem com a troca de experiências entre asa famílias, feitas nos dias de partilha de saberes.



Ladijânio explicando como produzir o substrato (Foto cedida)

Nesta última quinta-feira, 9 de maio, outro avanço significativo nesta linha de produção agroecológica foi partilhada pelo agrônomo Fabrício Edino e a família de Francisco Ladijânio Pessoa de Freitas e seu pai, Pedro Nogueira, com um grupo de famílias, no Dia de Partilha de Saberes. A experiência foi vivenciada e realizada na propriedade de Ladijânio Pessoa e do pai dele, Pedro Nogueira, na comunidade Poço de Pedras II, município de Coronel João Pessoa-RN. Com a assessoria do Seapac, essa família desenvolveu um “substrato orgânico” para a produção de mudas de hortaliças em bandejas.


O agrônomo Fabrício afirma que é um substrato eficiente para a produção de mudas em bandejas, e comenta: “normalmente, não encontramos esse tipo de produto feito pelos agricultores, porque esse adubo exige uma química e um equilíbrio nutricional muito grande. As pessoas que produzem mudas de hortaliças em bandejas, normalmente compram esse substrato, que vem com uma carga química que a gente não deseja”, afirma.


Para superar esse problema, o Seapac e essa família processaram uma formulação para produzir esse substrato. “Fizemos isso à base de húmus de minhocas, composto orgânico de casca de arroz carbonizada e um pouco de terra preta. Esse substrato atende a todos os padrões técnicos, ambientais e sociais, produzido pela própria família, com produtos (ingredientes) existentes no local, na propriedade”, comenta o agrônomo Fabrício Edino. A experiência foi compartilhada e repassada para as 20 pessoas – entre mulheres, homens, jovens e crianças – que participaram do Dia de Partilha de Saberes, na comunidade Poço de Pedras II, em Coronel João Pessoa.

Mais fotos da partilha de saberes:



55 visualizações
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN