Evento debate o papel das Raças Nativas na Agricultura Familiar


A “Oficina Raças Nativas na Agricultura Familiar Agroecológica” está sendo realizada nestes dias 14, 15 e 16 de agosto de 2018, na sede do Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTIC) em Campina Grande (PB). O evento é fruto da articulação envolvendo agricultoras e agricultores guardiões das raças locais, organizações, movimentos sociais, entidades de assessoria técnica, redes de pesquisa, instituições de ensino e de ciência e tecnologia.


Cerca de 200 representantes destes segmentos participam do evento organizado pelo Grupo de Trabalho de Criação Animal da Articulação do Semiárido Paraibano – ASA Paraíba e INSA, em parceria com a Rede Paraibana de Núcleos de Agroecologia. A metodologia da Oficina se baseia na troca de saberes tradicional e científico para a construção de conhecimentos, na indicação das demandas de pesquisas básicas e aplicadas, e na formação e difusão de tecnologias sobre a conservação das raças nativas criadas e manejadas historicamente pelas famílias agricultoras do Semiárido brasileiro.


A programação está dividida entre conferências, mesas redondas e debates. Também utilizará uma metodologia participativa que promoverá a apresentação das experiências pelas famílias guardiãs e troca de saberes entre agricultoras/es, pesquisadoras/es, técnicas/os e estudantes, por meio dos Carrosséis de Experiências e de Rodas de Diálogos. A metodologia visa o aprofundamento da reflexão sobre as raças locais para aumentar a resiliência dos agroecossistemas familiares no Semiárido brasileiro. Estudantes e pesquisadores farão ainda a apresentação de trabalhos científicos no segundo dia de evento. Um concurso de fotografias premiará três melhores imagens de animais nativos.


As raças de animais locais ou crioulas têm como características principais a produção em diferentes condições ambientais, a exemplo do Semiárido brasileiro, e apresentam boa capacidade de adaptação, rusticidade e resistência, além de serem responsáveis por boa parte da alimentação das famílias agricultoras camponesas em todo o mundo. Segundo o Informe Mundial sobre Recursos Zoogenéticos da FAO, órgão das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, de 2010, estima-se que cerca de 20% das raças estão em perigo de extinção.

Fonte: www.aspta.org.br

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN