Especialista propõe revisão da economia do petróleo para reduzir aquecimento global

Brasil tem 30 anos para promover práticas que contribuam para limitar o aquecimento da terra, de acordo com relatório sobre mudanças climáticas


Wagner Ribeiro, professor da USP, analisa que dependência de CO2 pode ser reduzida também com diversidade energética (divulgação)

Em sua coluna na edição desta quarta-feira, 10 de outubro, na Rádio Brasil Atual, o professor do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo (USP) e do programa de pós-graduação em Ciência Ambiental, Wagner Ribeiro, falou sobre a necessidade de se neutralizar as emissões de dióxido de carbono (CO2) até o ano de 2050. A meta foi apresentada pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) divulgado no domingo, 7 de outubro.


À jornalista Marilu Cabañas, Ribeiro destacou que são urgentes as medidas para conter o aquecimento global. "Basicamente, o que está por trás de tudo isso é rever, de fato, este estilo de vida baseado na economia do petróleo", sintetiza o professor. Ele acrescenta que, neste debate, o Brasil poderá ter uma postura positiva desde que o projeto de desenvolvimento do país atenda à diversificação de matriz energética, promova o reflorestamento e a conservação de unidades ambientais e dos territórios indígenas.

Acesse a entrevista completa: https://www.redebrasilatual.com.br/ambiente/2018/10/especialista-propoe-revisao-da-economia-do-petroleo-para-reduzir-aquecimento-global

1 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN