Desmatamento na Amazônia aumentou 278% em julho em comparação a 2018


Bolsonaro questiona os dados de desmatamento e bateu de frente com o INPE por causa disso. (AFP/Arquivos)

As áreas desmatadas na Amazônia totalizaram 2.254 km2 em julho, 278% a mais que em julho de 2018 (596,6 km2), segundo dados oficiais divulgados na terça-feira (6) que confirmam uma tendência alarmante posta em dúvida pelo presidente Jair Bolsonaro. Nos últimos 12 meses, o aumento do desmatamento na região foi de 40% com relação aos 12 meses anteriores, totalizando 6.833 km2, de acordo com o sistema de detecção em tempo real (Deter) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O Deter, que registra alertas de desmatamento em tempo real, tinha destacado em junho um aumento de 88% com relação ao mesmo mês do ano passado.


Bolsonaro questionou estes dados e insinuou que o presidente do Inpe, Ricardo Galvão, poderia estar a serviço de alguma ONG, antes de exonerá-lo na sexta-feira (2), nomeando em seu lugar interinamente Darcton Policarpo Damião, um militar. O presidente e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, rebateram na semana passada as leituras das imagens de satélites publicadas pelo Inpe e prometeram a implantação de outro, que seria mais preciso.

Fonte: www.domtotal.com

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN