Degradação ambiental está diretamente relacionada com as finanças


Cabeças de gado em um assentamento ilegal da Floresta Nacional Jamanxim no estado do Pará, 29 de novembro de 2009. (AFP)

É um fato que a exploração dos recursos naturais está diretamente relacionada com a deterioração do meio ambiente, mas um grupo de pesquisadores suecos denuncia que o capital escondido em paraísos fiscais financia as empresas que operam na Amazônia brasileira e as pesqueiras. "O capital financeiro está moldando os ecossistemas em todo o mundo", afirma Víctor Galaz, subdiretor do Centro de Resiliência de Estocolmo, na apresentação, na sexta-feira (30), em Santiago, de um estudo realizado por um grupo de pesquisadores da Universidade de Estocolmo.


Entre outubro de 2000 e agosto de 2011, 68% do capital externo que chegou a nove companhias do setor da soja e da carne bovina que operam na Amazônia brasileira foi transferido através de algum ou vários paraísos fiscais, principalmente das Bahamas, Ilhas Cayman, Antilhas holandesas e Panamá, aponta o estudo. No total, 18 bilhões dos 27 bilhões de dólares que receberam neste período. "Isto representa até 90-100% do capital estrangeiro para algumas companhias pesquisadas", diz o estudo.


Mas nem todo o capital vem de fora. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) injetou cerca de 3 bilhões de dólares só em 2010. Muitas multinacionais recebem 100% de capital estrangeiro através de suas próprias filiais situadas em paraísos fiscais, afirma o pesquisador. Os dados incluíam empréstimos de entidades estrangeiras, transações de leasing/aluguel e transações relacionadas com o comércio financeiro, como o adiantamento do pagamento das exportações e as transações financeiras para a importação.


O risco é que, quando se explora um sistema além de certo ponto, todo o ecossistema mundial é afetado, alertam os especialistas. "Há um limite para o desmatamento e o aquecimento porque existe o risco de que, caso se supere esse limite, parte da Amazônia se tornará uma savana", alerta Galaz.

Matéria completa: https://www.wix.com/dashboard/7244b79f-4352-4dd3-b1b4-5b1a8d2e747a/blog/5c057855cf0d18001b694275/edit

6 visualizações
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN