Combate à biopirataria em xeque no governo Bolsonaro


A importância dos povos tradicionais para a preservação da biodiversidade é uma das bandeiras defendidas por especialistas (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O combate à biopirataria tem sido enfraquecido no governo Bolsonaro, o que tem deixado especialistas, movimentos sociais e populações tradicionais em estado de alerta. A prática, utilizada desde o período colonial, consiste na exploração e utilização de recursos naturais ou conhecimento tradicional de forma ilegal. A biopirataria também é responsável por causar danos ao meio ambiente, pois coloca em risco a biodiversidade de uma área explorada.


De acordo com o agrônomo Marciano Silva, que integra o Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e a Via Campesina Internacional, no governo Bolsonaro houve um esvaziamento de setores que atuavam contra a biopirataria no Brasil. “O Ibama está na situação de impossibilidade de trabalhar, sem infraestrutura, os profissionais que trabalhavam da temática foram deslocados para outros setores. Temos um passivo que muitas empresas acessaram, desenvolveram produtos, registraram patentes e não fizeram repartição do benefício. A discussão hoje, para nós, enquanto movimentos sociais, povos indígenas e tradicionais é que o nosso conhecimento e a nossa biodiversidade, nós é que detemos e fazemos a conservação, apesar do Estado brasileiro e de outros países terem tomado para si a responsabilidade, eles não têm condição de fazer”, afirmou.


O tema foi uma das discussões colocadas em pauta no "I Simpósio Brasileiro sobre Acesso ao Patrimônio Genético e Conhecimento Tradicional Associado: Interfaces entre Detentores, Academia, Empresas e Governo", que aconteceu na última semana, na Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ao todo, foram três dias de programação com mesas e palestras que buscaram aproximar os setores privado, público, acadêmico e tradicional no que diz respeito ao tema da biodiversidade.

Fonte: www.brasildefato.com.br

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN