Biomas do Brasil: conheça as 9 principais ameaças


kzI21J (1) (https://www.letrasambientais.com.br)

O Brasil é um dos países mais biodiversos do mundo, formado por um amplo conjunto de ecossistemas que abrigam verdadeiras “maravilhas naturais”. Esses biomas têm em comum as crescentes ameaças que provocam sua degradação, colocam em risco a sobrevivência das espécies e aceleram o processo de mudanças ambientais. Os mais de 8 milhões de quilômetros quadrados de área do País abrigam os biomas Amazônia (49,29%), Cerrado (23,92%), Mata Atlântica (13,04%), Caatinga (9,92%), Pampa (2,07%) e Pantanal (1,76%). A seguir, uma lista dos problemas mais recorrentes enfrentados pelos biomas brasileiros, resumidamente. A matéria completa (publicada em 10 de janeiro de 2018) você acessa neste endereço eletrônico: https://www.letrasambientais.com.br/posts/biomas-do-brasil:-conheca-as-9-principais-ameacas

1) Desmatamento

Área do Cerrado desmatada para expansão agrícola. (https://www.letrasambientais.com.br)

O desmatamento é uma das ameaças que atinge praticamente todos os biomas brasileiros, geralmente para atender a diferentes objetivos ligados à expansão econômica. Dentre suas graves consequências, estão: perda da biodiversidade, aumento do risco de extinção de animais silvestres e redução dos serviços ecológicos prestados pela floresta, como a manutenção do clima e do ciclo hidrológico.

2) Agropecuária

A expansão da agropecuária tem sido o motor central da devastação dos ecossistemas dos biomas brasileiros. O desmatamento cresce à medida que aumentam as demandas por produtos agrícolas e pecuários, sendo necessário converter vegetação natural em áreas de lavouras e pastagens.

3) Mineração

A atividade mineradora também trouxe graves consequências ambientais, como a contaminação dos solos e das águas. No bioma Cerrado, um dos impactos ambientais mais graves foi causado por garimpos, que contaminaram os rios com mercúrio, provocaram a erosão dos solos e o assoreamento dos cursos de água.

4) Desertificação

No Brasil, a desertificação ameaça principalmente a Caatinga, um dos biomas mais degradados do País. Segundo o Programa de Ação Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca (Pan-Brasil), o bioma corresponde a uma das maiores áreas do mundo susceptível ao processo de desertificação, em razão de fatores naturais (alterações e variabilidade climáticas) e antrópicos (degradação ambiental provocada por ações socioeconômicas).

5) Caça ilegal e pesca predatória

A caça ilegal e a pesca predatória são ações propulsoras para a perda da diversidade genética da fauna nos diversos biomas, provocando a extinção das espécies e desorganizando a cadeia alimentar dos ecossistemas.

6) Megaprojetos de infraestrutura

Usina Hidrelétrica de Itaipu (https://www.letrasambientais.com.br)

O desenvolvimento de grandes obras de infraestrutura provocam sérios impactos ambientais nos diferentes biomas brasileiros. A construção de hidrelétricas, bem como de barragens, usinas de grande porte e abertura de rodovias, afetam os principais rios brasileiros e degradam a vegetação nativa dos biomas.

7) Queimadas

As queimadas são provocadas por fatores naturais e, em sua maior parte, antrópicos, sendo um dos principais pilares da degradação dos biomas. Em geral, a prática da queima está associada ao desmatamento, constituindo-se em grave vetor de devastação dos biomas.

8) Poucas áreas de conservação

Parque Nacional Serra da Capivara. (Foto: Daniel de Granville)

As Unidades de Conservação e/ou Áreas Prioritárias para a Conservação da Biodiversidade são fundamentais para manter a saúde ambiental dos ecossistemas e biomas, pois podem resultar em áreas efetivamente monitoradas e preservadas. É necessário instituir e fortalecer redes de unidades de conservação de proteção integral em todos os biomas brasileiros.

9) Mudanças climáticas

As mudanças climáticas também podem representar sérias ameaças aos biomas brasileiros. Projeções indicam que, ainda neste século, as alterações ambientais irão provocar a ocorrência de eventos extremos, como secas mais intensas e frequentes, bem como aumentar as temperaturas, o desmatamento e as queimadas.

Fonte: https://www.letrasambientais.com.br

3,403 visualizações0 comentário
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN