Biodiversidade do país sofre com falta de ações conservação


Recentemente, cientistas manifestaram que a importância do Brasil na biodiversidade é maior ainda do que já se cogitou. Apesar dessa constatação, o professor do programa de Pós-graduação em Ciência Ambiental da Universidade de São Paulo (USP), Wagner Ribeiro, alerta: a posição de destaque que o país poderia ter frente à discussão, é fragilizada por conta da ausência de políticas de preservação e punição por parte de agentes que prejudicam a natureza.


A exemplo do desastre ambiental do rompimento da barragem de Fundão, na cidade de Mariana, em Minas Gerais, operada pela empresa Samarco e da contaminação de rios por parte de setores que utilizam agrotóxicos, Ribeiro critica a flexibilização e a falta de fiscalização do governo federal sobre o “acervo” da biodiversidade disponível no Brasil, que chega a concentrar 23% de todos os peixes de água doce do mundo.


“É preciso coibir essas ações e ter muita cautela com o ambiente porque nós temos no Brasil um acervo que é muito expressivo, inclusive na escala mundial”, afirma o docente. O estudo “O Futuro dos Ecossistemas Tropicais Hiperdiversos”, divulgado em julho na revista Nature, aponta ainda que 15% das espécies de animais e plantas mundiais estão em território brasileiro.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br

0 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN