top of page

Agricultura familiar e biodigestores foram temas do Dia de Partilha em Encanto (RN)

Durante “Dia de Partilha” do Seapac as agricultoras e agricultores da região de Encanto estiveram reunidos para falar sobre as dificuldades e os benefícios diários com o uso da tecnologia social.

Dia de Partilha do SEAPAC na UPF da Família Rosa em Encanto/RN. (FOTO: Núcleo de Comunicação/SEAPAC)

Caio Barbosa - Assessoria de Comunicação do SEAPAC Natal | Rio Grande do Norte

Na última quinta-feira (18), o Seapac realizou mais um "Dia de Partilha" no município de encanto no alto oeste potiguar. O encontro foi motivado pela mais nova tecnologia social implementada pela instituição na região: o biodigestor. Durante uma manhã de debates e partilhas na unidade de produção familiar de Zé Rosa e Maria Rosa que foram os anfitriões deste encontro.


A família Rosa é acompanhada há muitos anos pelo Seapac e sempre estiveram nas atividades de formação, partilha e reuniões, além de serem um exemplo de perseverança e inspiração para a convivência com o Semiárido. Agora a UFP conta com um biodigestor que já está em pleno funcionamento oferecendo biogás e biofertilizante para a família.

Demonstração do uso do Biofertilizante na área de produção. (FOTO: Núcleo de Comunicação/SEAPAC)

No quintal da casa, todos os participantes do projeto dos biodigestores puderam contar um pouco da suas experiências. Relataram as dificuldades com o manejo e gestão da tecnologia social, como também partilharam as alegrias e benefícios que já estão conquistando com o uso diário do biodigestor.


O Seapac no final do ano de 2023 iniciou a implementação de 33 biodigestores nos municípios do Alto Oeste, até o momento foram construídos 15, que já estão possibilitando às famílias campesinas autonomia na produção de gás utilizado no fogão da cozinha, assim como, o uso do biofertilizante vem ampliando a produção de alimento nos quintais e hortas.

Famílias campesinas acompanhadas pelo SEAPAC no Alto Oeste potiguar. (FOTO: Núcleo de Comunicação/SEAPAC)

A construção desses novos biodigestores conta com o apoio institucional da Conferenza Episcopale Italiana e da Misereor. E tem como objetivo contribuir com as famílias campesinas para ampliar o direito ao saneamento rural e conseguir segurança energética e alimentar nos territórios camponês do semiárido Potiguar. Com esses 33 biodigestores no alto oeste e outros já programados para novas regiões, o Seapac chegará a incrível marca de 129 biodigestores implantados no Rio Grande do Norte até o final de 2025.


11 visualizações0 comentário
bottom of page