Agricultores paraibanos pedem a criação da Política Pública de Agroecologia


Secretário e autoridades, durante o encontro (Foto: www.aspta.org.br)

Cerca de 100 agricultores e agricultoras do Polo da Borborema paraibana se reuniram com o Secretário da Agricultura Familiar da Paraíba, Luiz Couto, e com deputados da Frente Parlamentar da Água e da Agricultura Familiar da Assembleia Legislativa do Estado, na sede do Polo da Borborema, dia primeiro de abril corrente. Também estavam presentes representantes do Banco do Nordeste, da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária – Empaer e do Orçamento Democrático Estadual – ODE, além de vereadores da região.


O objetivo foi promover um diálogo entre o poder público e as famílias agricultoras da região acerca das propostas para a atuação da secretaria de agricultura familiar na nova gestão estadual. Nos governos anteriores a atuação da pasta recebeu críticas das populações do campo. Na ocasião, Nelson Anacleto, liderança do Polo da Borborema e do município de Lagoa Seca, fez a entrega de um documento à Secretaria com as principais reinvindicações do movimento.



Agricultores e agricultoras familiares do Polo (www.aspta.org.br)

Na ocasião, Nelson falou em nome dos agricultores. “Temos consciência de que esta secretaria precisa ter o seu orçamento e as suas ações. Então, estamos entregando este documento com a proposta da construção de uma Política Estadual de Agroecologia. Queremos fortalecer espaços de participação como o do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e do Conselho de Desenvolvimento Rural e Sustentável. Precisamos que o estado compre as sementes dos agricultores e que a gente avance na obtenção de uma câmera frigorífica para a refrigeração da batata semente, e ter ainda um olhar diferenciado para as chamadas públicas de assistência técnica e extensão rural”, destacou Nelson.


O Secretário falou sobre o desafio de atuar com um orçamento reduzido. “Chama a atenção que muita coisa esteja acontecendo sem a presença e colaboração do estado, mas quando olhamos para o orçamento planejado, vemos o desafio. Para este ano a agricultura familiar tem um orçamento de 39 milhões, quando a Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca tem 214 milhões. O governador está buscando novas formas de financiamento. O meu compromisso é que todos os projetos e ações que chegarem para a secretaria serão direcionados para a agricultura familiar agroecológica”, disse Luiz Couto.

Fonte: http://aspta.org.br

1 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN