A peste: papa e Bolsonaro frente ao coronavírus

Élio Gasda*



A pandemia expõe nossas fragilidades e nossa humanidade. Nossa casa é comum (VaticanNews e PR)

Vírus, do latim “fluído venenoso, toxina”, microscópicos agentes infecciosos altamente nocivos à saúde. A coisa mais importante para todos os humanos é a saúde. De etimologia latina salus –ūtis significa salvação, conservação da vida. A Organização Mundial de Saúde (OMS) define saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades”. Sem saúde não há trabalho. Sem trabalho não há dinheiro, consequentemente não existe mercado, lazer, política e religião.


O mundo está doente! Uma pandemia em pleno século 21: Covid-19, doença causada pelo coronavírus, de uma família de vírus responsáveis por infecções respiratórias. O novo agente foi descoberto em dezembro na China.


A Covid-19 ainda não tem cura. O Interferon alfa 2B, fornecido por Cuba para a China, é um antiviral usado no tratamento de contaminados. O número real de infectados e taxa de reprodução são desconhecidos. Como na Idade Média! A peste bubônica, causada pelo vírus Yersinia pestis, matou cerca de um terço da população europeia em meados do século 16. O coronavírus já está presente em todos os continentes. Até o momento que escrevia essa coluna passavam 200 mil casos e 8 mil mortes no mundo.


A pandemia expõe nossas fragilidades e nossa humanidade. Nossa casa é comum. O vírus não escolhe raça, idade, sexo, situação financeira. Não somos deuses. Vivemos a precariedade humana, econômica, social, política e moral. Momento de reavaliar tudo.


Quem tem um bom plano de saúde, emprego formal, que possa trabalhar em casa seguindo as diretrizes da OMS, estará até certo ponto protegido. E os milhões de trabalhadores informais, desempregados e sem teto como ficam? É importante a defesa SUS (Sistema Único de Saúde). Caso contrário a Covid-19 terá endereço: os idosos, os pobres e excluídos, os descartados.

Acesse matéria completa: https://domtotal.com/noticia/1430305/2020/03/a-peste/

1 visualização
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone SoundCloud

Contato

Telefone: (84) 3211-4491

E-mail: seapac.estadual@seapac.org.br

Endereço

Cep: 59065-290

Rua Trajano Murta, 3317 – Candelária, Natal-RN

Links Rápidos

©2018 por S.talk. Todos os direitos reservados SEAPAC-RN